Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/07/17 às 17h13 - Atualizado em 8/11/18 às 16h46

FIDE recebe quase R$ 40 milhões para crédito ao comércio

COMPARTILHAR
Dinheiro dará a empresas do DF mais competitividade
André Giusti

Foi publicado nesta quinta-feira (20), no Diário Oficial do Distrito Federal, decreto que remaneja recursos do Fundo de Desenvolvimento Econômico do Distrito Federal, o Fundef, para o Financiamento Especial para o Desenvolvimento, o FIDE.  O decreto, assinado pelo governador Rodrigo Rollemberg, passa para o FIDE quase R$ 39,5 milhões, que serão destinados como financiamento aos comerciantes do Distrito Federal, para que eles possam realizar operações em outros estados, adquirindo condições melhores de competir com empresas do resto do país.

 

Além do FIDE, o Fundef destina recursos também para outro programa de financiamento, o IDEAS, que tem as mesmas características do FIDE, mas é voltado para a Indústria. O decreto reequilibra o poder de fomento à economia nos dois tipos de financiamento. O FIDE, que tinha R$ 5 milhões em caixa, agora terá praticamente R$ 45 milhões do orçamento deste ano para emprestar aos comerciantes que procurarem crédito em condições favoráveis de pagamento. Na prática, é a volta efetiva do FIDE. “Nós havíamos conseguido o carro. Agora, conseguimos o combustível”, comemorou o secretário adjunto de Economia e Desenvolvimento Sustentável, Espedito Henrique, numa referência à reativação do FIDE, em maio, e ao remanejamento de recursos, agora em julho.

 

Segundo Espedito, existem na SEDICT cerca de 20 pedidos de financiamento aguardando resposta do governo. O faturamento das empresas que solicitam o empréstimo será enviado à Secretaria de Fazenda para que seja calculado o quanto pode ser concedido e o valor que a empresa terá condição de pagar. Cumpridas essas etapas, o secretário adjunto acredita que dentro de um mês serão liberados os primeiros créditos desta nossa fase de financiamento ao comércio.