Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/04/21 às 16h46 - Atualizado em 7/04/21 às 16h46

Restaurante Jerivá é escolhido para receber primeiro ponto de recarga de carros elétricos em rodovia do Eixo Goiânia-Brasília

COMPARTILHAR

 

 

As unidades do Restaurante Jerivá localizadas na BR-060 foram escolhidas pela Associação Brasileira dos Proprietários de Veículos Elétricos Inovadores (Abravei) para receberem os primeiros pontos de recarga de carros elétricos da rodovia, no trecho entre Goiânia e Brasília, que agora passa a ser a primeira eletrovia do Centro-Oeste.

A partir deste sábado (10), com o início da operação dos pontos, será viabilizada uma viagem 100% elétrica entre as duas capitais, sem qualquer emissão de CO2. Como a autonomia dos carros elétricos atuais, dependendo de marca e modelo, vai de 150 km a 420 km, os motoristas passarão a ter a possibilidade de viajar com seus veículos movidos à energia entre Goiânia, Brasília e cidades adjacentes, graças à garantia da recarga de bateria no meio do caminho.

A princípio, estão sendo instalados dois pontos de recarga: um na área externa do Restaurante Jerivá do km 64 (sentido Brasília) e outro na área externa do restaurante do KM 60 (sentido Goiânia). Os pontos funcionarão 24 horas/ dia, e cada um deles tem capacidade para atender até três carros simultaneamente. Vale destacar que a recarga é gratuita para os motoristas.

A iniciativa inédita é uma parceria da Abravei, que doou os aparelhos carregadores e tomadas, com o Jerivá, que entrou com a infraestrutura elétrica e civil, a instalação e que também irá arcar com os custos das recargas. “A parceria com o Jerivá para receber os pontos de recarga gratuita levou em conta a localização estratégica na rodovia e a estrutura dos restaurantes. Os motoristas devem ficar no local, em média, de 30 a 45 minutos para fazerem a recarga. Por isso, precisávamos de um lugar que oferecesse conforto, segurança e alimentação”, explica o presidente da Abravei, Rogério Markiewicz.

O diretor do Jerivá, Fernando Benko, diz que a instalação dos pontos foi um feliz encontro de idéias que caminham no mesmo sentido. Ele lembra que o Jerivá foi o primeiro restaurante a funcionar no eixo Goiânia-Brasília e que, agora, é pioneiro em mais uma importante iniciativa para a região. Além disso, salienta que a proposta da Abravei vem ao encontro dos valores do Jerivá, uma empresa com iniciativas de sustentabilidade em diversas áreas.

“Vimos na proposta da Abravei uma aderência de valores. Essa parceria possibilitou que o Jerivá ampliasse suas ações sustentáveis, contribuindo ainda para o fomento da cultura da preservação do meio ambiente. Os resíduos orgânicos das nossas lojas, por exemplo, são transformados em adubos para a produção da nossa fazenda. Os dejetos da pecuária leiteira e da suinocultura da fazenda são utilizados em nosso biodigestor. Além de outras ações, também estamos desenvolvendo estudos para a implantação de energia fotovoltaica em nossas unidades. Sem falar que estamos possibilitando que os proprietários de carros elétricos possam, a partir de agora, viajar seguros no eixo Goiânia-Brasília”, afirma Fernando Benko.

Cenário
De acordo com dados da Abravei, são cerca de 11 mil veículos elétricos e híbrido plug-in no Brasil. Desse total, 2,2 mil são 100% elétricos. Os demais, chamados de híbrido plug-in, são aqueles que têm dois motores (um elétrico e um a combustão), com a possibilidade de recarregarem suas baterias na corrente elétrica. “O carro elétrico tornou-se realidade no país a partir de 2015, com a oferta das primeiras unidades. Naquela época, tínhamos apenas uma marca e um modelo no mercado. Atualmente, já são 15 modelos de 12 marcas diferentes”, esclarece Rogério.

Em março passado, a montadora sueca Volvo anunciou que venderá apenas carros elétricos a partir de 2030. Até 2025, a marca projeta que os modelos 100% elétricos respondam por metade das vendas globais da companhia. A General Motors anunciou um plano de neutralização de carbono das suas atividades industriais e produtos até 2040. Para isso, todos os modelos fabricados pela GM, a partir de 2035, serão 100% elétricos, em todos os mercados globais, o que inclui o Brasil. Além delas, a Jaguar anunciou que será uma marca só de carros elétricos a partir de 2025. Na Land Rover, toda a gama terá ao menos uma opção sem motor a combustão até 2030.

Vantagens do automóvel elétrico
Para se ter uma ideia, um carro popular a combustão, ao fazer o trajeto de ida e volta entre Goiânia e Brasília, jogaria 63 kg de CO2 no meio ambiente. A bordo de um carro elétrico, a emissão de CO2 é nula. O carro com motor elétrico também não emite ruído e tem uma manutenção muito mais simples e barata: basicamente precisará passar por troca de filtro do ar e do fluido do freio.

Em relação à recarga, de acordo com Rogério Markiewicz, a maioria dos proprietários faz o processo em casa, ligando o carro a uma tomada simples de três pinos. O presidente da Abravei afirma que o custo de recarga é baixo, principalmente quando comparado ao valor do litro da gasolina e do etanol. “Uma hora de recarga vai custar R$ 3,5 na conta de energia e possibilitar uma autonomia de cerca de 50 km. Fazendo as contas, o quilômetro rodado num carro elétrico custa R$ 0,07.”

Rogéria destaca ainda que o uso de carros elétricos está estimulando a produção alternativa de energia limpa e renovável. “Muitos associados estão instalando central de energia fotovoltaica em suas casas. Uma fonte limpa de energia. Com isso, quem acaba “abastecendo” nossos carros é o Sol.”

Serviço
Assunto: Lançamento dos pontos de recarga de carros elétricos
Data: 10 de abril (sábado)
Local: Restaurante Jerivá Km 60 (sentido Goiânia)
Horário do lançamento: 11 horas

 

 

FONT: oanapolis https://oanapolis.com.br/2021/04/07/restaurante-jeriva-e-escolhido-para-receber-primeiro-ponto-de-recarga-de-carros-eletricos-em-rodovia-do-eixo-goiania-brasilia/