Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
14/12/23 às 18h56 - Atualizado em 14/12/23 às 18h56

Caminhada pede um basta à Violência contra Mulheres e Meninas

 

Foto: Divulgação

 

Em sua 6ª edição, a Caminhada pelo Fim da Violência contra mulheres e Meninas, organizada pelo Grupo Mulheres do Brasil, ocorreu no dia 10 de dezembro, em várias cidades no Brasil e no exterior. Em Brasília, foi realizada no Parque da Cidade, ao lado da Administração, com a presença de representantes do Grupo Mulheres do Brasil Brasília, Secretaria da Mulher, Secretaria de Justiça, e de órgãos que atuam na defesa da mulher.

 

A violência de gênero é considerada pela Organização das Nações Unidas (ONU) uma pandemia global, cujas estatísticas são alarmantes. Segundo relatório da instituição, mais de 81 mil mulheres foram assassinadas no mundo, em 2021, o que equivale a 5 mortes por hora. Desse total, 56% foram mortas pelos seus parceiros ou companheiros.

 

Essa realidade também se reflete no Brasil, onde uma menina ou mulher é estuprada a cada 10 minutos, três são vítimas de feminicídio por dia, e 26 sofrem agressões por hora, segundo informações do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Dados do mesmo Fórum, divulgados no início de novembro, apontam que, apenas no primeiro semestre deste ano, houve um aumento de 2,6% nos casos de feminicídio no país, num comparativo ao mesmo período do ano passado. Os casos de estupros subiram 14,9%, sendo que, destes, 70% tiveram meninas de até 13 anos como vítimas.

 

Para o Grupo Mulheres do Brasil, esse é um problema grave que afeta toda a sociedade.

 

O Distrito Federal desponta no cenário nacional com 32 feminicídios registrados até o dia 30 de novembro, contra 17 ocorridos em 2022. A análise feita pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública aponta, ainda, que houve uma alta na morte de mulheres no Distrito Federal entre 2020 e 2021, de 31,4%. Chama a atenção o número de homicídios de mulheres negras, que teve um aumento de 35% entre 2020 e 2021, no DF.

 

A Caminhada fez parte da campanha dos 21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres que busca conscientizar a população sobre os diferentes tipos de agressão contra meninas e mulheres em todo o mundo. Trata-se de uma mobilização anual, empreendida por diversos atores da sociedade civil e do poder público.

 

Uma tenda multiuso abrigou ações de conscientização, informação e capacitação de mulheres desenvolvidas pelas Secretarias da Mulher, de Justiça, da Ciência, Tecnologia e Inovação e de Esporte.

 

Na opinião do secretário de Esporte e Lazer do DF, Julio Cesar Ribeiro, apoiar a 6ª edição da Caminhada pelo Fim da Violência contra Mulheres e Meninas, reflete o comprometimento da pasta com a causa. “A Secretaria de Esporte e Lazer do DF reconhece a importância dessa iniciativa para promover a conscientização e a ação efetiva contra a violência. Nossa participação é um testemunho do papel vital que o esporte desempenha na construção de uma sociedade mais segura e solidária”, destaca.

 

Durante o evento, a secretaria de ciência, tecnologia e inovação do Distrito Federal (Secti-DF) anunciou a abertura de novas vagas do programa DF Inova Tech para mulheres. A iniciativa oferece cursos de qualificação profissional para mulheres, em especial para as que se encontram em situação de vulnerabilidade social, e tem como objetivo incentivar a empregabilidade, a independência financeira e estimular a formação de mão-de-obra em áreas tecnológicas. Para fazer a inscrição, é necessário acessar o formulário disponível neste link, inserir as informações e aguardar o preenchimento da turma para o início das aulas. O ato da inscrição funciona como uma manifestação de interesse em realizar o curso. Todos oferecem certificado de conclusão e são 100% gratuitos.